O FIM DE BOLSONARO SERÁ A LIBERTAÇÃO DA DIREITA

Bolsonaro é o candidato dos ricos, dos homens e da classe média branca rural e urbana. É o que se sabe e é ululante há muito tempo. Bolsonaro é então o cara do projeto político da maioria deles? Não. Não é. O contingente sem pai nem mãe, desde a morte política dos que se abrigavam

FAÇAM SUAS APOSTAS: QUEM DA EXTREMA DIREITA FICARÁ PELO CAMINHO?

Certezas e dúvidas levantadas pelas últimas pesquisas incomodam os fascistas eleitos na carona de Bolsonaro em 2018. Fascistas de toda parte chegaram com folga ao Congresso há quatro anos, mas muitos não irão retornar. Eles sabem que em 2020, nas eleições municipais, o fenômeno da avalanche bolsonarista não se repetiu e que 2022 pode marcar

PAOLA CAROSELLA VENCEU A EXTREMA DIREITA

O mundo real e o mundo virtual não são a mesma coisa. Se o mundo virtual mandasse mesmo no mundo real, a chef de cozinha argentina Paola Carosella estaria quebrada. No mundo real, ela está consagrada. Porque muitas vezes o mundo virtual, principalmente o criado pelo fascismo, é apenas o mundo imaginário da mamadeira de

O RACISTA, O HOMÓFOBO E O AGRESSOR DE MULHERES IMITAM BOLSONARO

Walter Casagrande deu uma aula de ciência política e de sociologia ontem no Roda Viva. Leiam o que ele disse sobre a impunidade de homens racistas e violentos: “O racismo e as violências sempre aconteceram. Só que antigamente não tinha visibilidade, não tinha internet, celular, não se gravava e não se filmava nada. Hoje se

ESTAMOS MAIS BURROS?

O brasileiro que ataca a universidade e a ciência está de alguma forma afrontando um incômodo, ou tudo o que ele não consegue ver como algo que possa ajudá-lo. Esse brasileiro talvez não esteja ficando mais burro, mas muito mais preconceituoso, egoísta e fascista. É o tema do meu artigo quinzenal no jornal Extra Classe

NÃO HÁ TRINCHEIRA NEM ARMAS PARA TODOS NA GUERRA DA EXTREMA DIREITA

Há réplicas de Kataguiris e de Mamães Falamos em toda parte. Se os originais do núcleo paulista estão avariados, as cópias das periferias poderão se salvar na eleição deste ano? É uma dúvida que não significa pouco, considerando-se, além desses dois, os similares da extrema direita sem ligações com o MBL, que têm ou tiveram

POUCOS VÃO SOBREVIVER NA EXTREMA DIREITA

Nichos da base eleitoral da classe média de direita, que se misturaram aos pântanos da extrema direita, elegeram muitos fascistas em 2018. Não vão eleger mais. As trincheiras mais identificadas com o bolsonarismo vão continuar fieis e ferozes, mas sem o reforço dos mesmos agregados de quatro anos atrás. A extrema direita perderá a amplitude

A DIREITA SOB O COMANDO DOS MILITARES NAS RUAS

Os militares sempre estiveram misturados aos manifestantes pró-Bolsonaro, não como figurantes, mas apenas como coadjuvantes. Nos passeios de motos do sujeito, dizem que eles são maioria, a partir da observação do perfil dos presentes, do tipo físico, óculos escuros, jaquetões, maneirismos etc. O 7 de Setembro poderá marcar, pela primeira vez, a hegemonia dos militares