O acerto de contas com Sergio Moro

Se for cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, o senador Sergio Moro pode recorrer ao TSE só para cumprir protocolo. Se não for condenado em Curitiba, será depois em Brasília. Não há como Moro escapar da cassação. No seu caso, a Justiça Eleitoral cuidará – como está no site do TSE – “do respeito

Conte, Merval Pereira: quem era o receptador e pau-mandado da Lava-Jato na Globo?

Uma pergunta que o jornalismo terá de responder um dia, sob pena de ser acusado de omissão e conivência com a República de Curitiba: quem, dentro da Globo, foi o receptador do áudio do grampo criminoso que Sergio Moro aplicou em Dilma Rousseff e Lula, em 2016? Pode ter sido Merval Pereira, pelo poder que

Moro fracassa ao tenta imitar Lula, seis anos depois

Sergio Moro disse em depoimento ao juiz Luciano Souza, do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, no dia 7, que as ações contra ele, que ameaçam seu mandato de senador, resultam de perseguição política. No dia 13 de setembro de 2017, Lula também disse a um juiz que sofria perseguição política e perguntou ao magistrado se

O homem que virou PIX

Só há uma figura da extrema direita com alguma relevância política fora de combate até agora, mesmo que continue circulando pelo pátio como um frango sem cabeça. É Deltan Dallagnol, que não pertencia à estrutura golpista de Brasília, mas fazia parte, muito antes da ascensão do bolsonarismo, da força inspiradora que ajudou a construir o

O deboche de Dallagnol, que poderia ter feito delação

O lavajatismo foi estruturado sobre um esquema de delações, a maioria obtida com a tortura das prisões preventivas intermináveis. E muita coisa ainda não foi esclarecida do funcionamento desse esquema. Pois agora Deltan Dallagnol, que não consegue ser apenas ex-procurador e ex-deputado, debocha do acordo para a delação de Mauro Cid. Não deveria debochar. Dallagnol

A escolinha do professor Sergio Moro e o bando de pistoleiros

Logo na introdução da sua fala na CPI do Golpe, pegando o vácuo do silêncio do coronel Mauro Cid, o senador Sergio Moro esclareceu que estava ocupando seu lugar de fala: “Eu tenho o passado de juiz”. E assim, com o seu passado que ex-colegas do sistema de Justiça gostariam de esquecer, foi produzindo frases

Meu advogado virou ministro do Supremo

Quando anunciaram que Cristiano Zanin Martins seria o advogado escalado para enfrentar a estrutura da Lava-Jato, poucos o levaram a sério. Eu não levei. Os grandes advogados, os famosos, os imbatíveis, todos foram sendo deixados de lado, e Zanin surgiu então como surpresa. Iríamos até o fim com Lula para o que o imponderável nos

O falante agente infiltrado e a juíza calada e constrangida

Se fosse a cena de uma série da Netflix, o vídeo do depoimento do empresário e ex-deputado Tony Garcia à juíza Gabriela Hardt, mostrado pelo Brasil 247, seria considerado improvável. É um momento devastador para a imagem do Judiciário, sem a necessidade de informações complementares que tentem explicá-lo. Temos na cena uma inversão de posturas.

Daqui a pouco, o depoimento de Tony Garcia à juíza Gabriela Hardt

O Brasil 247 divulga ainda hoje o depoimento que o empresário Tony Garcia deu à juíza Gabriela Hardt, em Curitiba, no dia 24 de março de 2021. Garcia contou à juíza, há dois anos, o que agora todo mundo sabe. Que Sergio Moro o transformou num agente infiltrado para, entre outras coisas, grampear conversas de

Dallagnol foi a primeira vítima de Sergio Moro

Deltan Dallagnol está apenas na porta do inferno. Sabe que não chegou nem à sala de espera. Sabe que Sergio Moro foi quem o levou a cometer delitos graves em Curitiba e a perder o mandato de deputado. Sem Sergio Moro e sem o lavajatismo, é provável que Dallagnol fosse apenas um procurador da República