KAROL VAI PROCURAR A SUA TURMA?

Como estará a cabeça da youtuber Karol Eller quando ela puder refletir sobre o que sofreu ao ser agredida a socos e pontapés por um sujeito na Barra da Tijuca? O homem a agrediu porque teria ficado com ciúme de uma lésbica que namorava uma bela mulher. Esse é daqueles momentos que transformam qualquer palpite

O bom momento dos covardes

Temos dois exemplos de pregação de retaliações com extrema violência no Estado, disseminados por quem deveria fazer exatamente o contrário. A questão é: o que faremos desses casos, para que não se acomodem em indignações barulhentas mas inconsequentes? No primeiro, um promotor de Júlio de Castilhos disse a uma adolescente (na frente de uma juíza)

Se fosse a Maria do Rosário…

Trecho de uma das melhores entrevistas que li nos últimos meses sobre violência, criminalidade, punição e hipocrisia. “Somos uns hipócritas. Só queremos combater a violência quando ela bate à nossa porta. E somos seletivos neste combate. Avaliamos que uma pessoa, por ter antecedentes criminais ou envolvimento com o crime, possa ser morta, possa ser executada.

O jornalista e o piadista

Juca Kfouri entrou no melhor debate sobre opinião, liberdade de expressão, jornalismo, entretenimento e calhordices do momento no Brasil. E entrou para ficar ao lado do cara que acionou o debate com valentia, o jornalista e comentarista de futebol José Trajano. A notícia é velha, mas se renova com manifestações como a de Juca, colega