POBRE CARLOS GHOSN

Coitado do foragido Carlos Ghosn, o sujeito denunciado por roubar da Nissan, que acusa os juízes japoneses de tortura e arbitrariedade. Ghosn merecia o tratamento de um juiz imparcial, impessoal, isento, legalista, humanista e não-coercitivo como Sergio Moro. Ghosn deveria conhecer as masmorras de Curitiba, as prisões preventivas intermináveis, os prêmios para delatores, a imposição