OS LADRÕES AVULSOS

O engenheiro Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, o laranja de José Serra, confessou à Receita Federal que é o dono de quatro contas na Suíça com R$ 137 milhões.
Disse que é tudo dele, só dele. Pedro Barusco, o ladrão avulso da Petrobras, que roubou durante os governos tucanos, tinha R$ 300 milhões na Suíça. Também só dele.
Parece que os ladrões tucanos são egoístas. Não são. Todo mundo sabe que as contas de Barusco eram de um condomínio de tucanos.
Mas a Lava-Jato levou adiante o caso de Barusco como sendo o do único ladrão avulso da Petrobras (com a desculpa de que os outros sócios do homem tinham foro privilegiado e atrapalhariam os processos).
Barusco está livre e solto. Todos estão livres. O ladrão avulso não tem mais nenhuma pena a cumprir, porque fez delação. É visto em Angra, levando a boa vida dos anistiados por Sergio Moro.
Preto pode fazer o mesmo caminho. Os tucanos (incluindo Aécio, Alckmin e Fernando Henrique) ainda são muito bem tratados pela Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


8 + 5 =