As hienas se refestelam

A democracia deve saber se defender dos jagunços da direita, que hoje levaram uma tunda política dos municipários no centro de Porto Alegre. Violentos, agressivos, provocadores fascistas pedem uma reação mais forte de vez em quando.
Eles vêm se refestelando desde a campanha da eleição municipal e cresceram com o golpe. A tática é espalhar o medo. Uma postura pretensamente pacifista, à la Gandhi (um dia vou escrever sobre isso), diante desses agressores é politicamente equivocada.
Por isso merece respeito a valentia dos municipários no enfrentamento do grupo da direita na frente da prefeitura.
Em algumas circunstâncias, as agressões (inclusive físicas) promovidas por esses reaças armados com cassetetes não pode ser respondida com conversinhas e notinhas como aquela do PT a respeito da Miriam Leitão.
Os jovens devem se inspirar nos que não temeram o terror da ditadura. Não há como recuar diante das ameaças do fascismo que vem circulando muito à vontade em Porto Alegre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 1 =