Os enjeitados

serra

São interessantes os últimos movimentos da direita. Serra foi parar na capa da Veja como um tucano com a asa quebrada. Já haviam abandonado Aécio e agora abandonam Serra.

O que sobra é Alckmin, o sujeito que nenhum trem do metrô conseguiu pegar até agora. Nem a merenda que os tucanos roubaram das crianças paulistas cola na imagem de Alckmin. Por enquanto.

Mas Alckmin é a opção que resta para 2018. O grande projeto da direita, incluindo o pato da Fiesp, o plano mais urgente é antecipar a escolha do sucessor do interino via eleição indireta, pelo Congresso, logo no início de 2017.

A direita adora eleição indireta. Para isso, é só cozinhar o homem do Jaburu até o final de dezembro e torcer para que o Padilha e o Moreira Franco não caiam por cima dele antes do tempo.

O homem do Jaburu é tão medíocre que nem todo o apoio do jornalismo golpista conseguiu salvá-lo. O projeto agora é o da eleição indireta. Que venham os nomes.

Brincar com a democracia é a diversão preferida da direita brasileira sem escrúpulos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 9 =