O chanceler do Jaburu

O respeitoso chanceler do Jaburu disse que será “próximo de zero” o impacto do protesto de líderes latinos hoje na ONU.

Diplomatas de Equador, Venezuela, Costa Rica, Nicarágua, Cuba e Bolívia deixaram a assembleia da ONU no momento da fantástica fala do chefe do Palácio do Jaburu.

Mas o chanceler José Serra acha que esses países não têm importância. Relevantes, para ele, devem ser os países a que o Brasil precisa se submeter.

Serra não esnoba só os parceiros que considera inferiores. Ele é o ministro das Relações Exteriores que não sabe dizer o que significa a sigla Brics.

Esse vídeo já circula há dias, mas aí está para quem não viu.

 

 

One thought on “O chanceler do Jaburu

  1. Conta-se que Logo depois que os diplomatas cucarachas se retiraram, houve um certo rebuliço no auditório, durante o breve intervalo que precedeu a fala do temer. Os representantes dos mais de cem países presentes, alheios à movimentação provocada pelos que se retiravam, tiveram sua atenção voltada ao ruído provocado por um obstinado bater de asas de encontro às vidraças das janelas. Um impressionável representante americano, a olhar fixamente a cena que se desenrolava diante de seus olhos, invocou mentalmente um trecho de “O Corvo”, de Edgar Allan Poe: Devolvamos a paz ao coração medroso, Obra do vento e nada mais”. Os responsáveis pela segurança e pelo bem estar dos presentes trataram logo de afastar qualquer especulação fantástica que pudesse ser atribuída ao evento. Era apenas um pássaro, um pássaro e nada mais, que não conseguira sair pelo lugar por onde entrara. Mas o que chamou a atenção dos que o libertaram, eram as suas cores: Amarela, Azul e Vermelha, coincidentemente, disse alguem, as mesmas cores da bandeira venezuelana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


2 + 6 =