O NETO EXPLICADOR

Com tanto rolo, ninguém dá bola para o que o futuro presidente do Banco Central anda dizendo.
Pois ontem, ao ser sabatinado no Senado, Roberto Campos Neto falou dos altos juros para quem toma empréstimos e dos juros quase inexistentes da poupança e para quem aplica algum dinheiro, no caso dos pequenos poupadores.
É a conversa antiga em torno do tal spread. A explicação também é a velha enrolação. Segundo ele, 35% do juro cobrado se devem à inadimplência, 25%aos custos operacionais e só 15% ao lucro dos bancos.
O tomador não consegue pagar empréstimo com o juro alto, e o juro alto não cai porque o tomador não consegue pagar.
E os bancos lucram com isso e se agarram com o novo presidente do BC a essa explicação imbecil.
Nada vai mudar, até porque ele acha que há boa competição no sistema bancário brasileiro. E que os lucros dos bancos são razoáveis.
O consolo é que esse pelo menos não atribui culpas ao diabo e aos comunistas. O homem é sincero. A culpa pelo juro alto é do brasileiro caloteiro.
O avô do moço talvez nos desse uma explicação mais criativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


8 + 8 =