OS CANDIDATOS DOS IRMÃOS GRENDENE

Esse texto saiu na coluna do Lauro Jardim no Globo, trazendo de volta para os jornais os nomes de Alexandre e Pedro Grendene, que andavam meio desaparecidos.

“Juntos, os irmãos Grendene se tornaram nos maiores doadores destas eleições até o momento. Com os R$ 5,59 milhões de Alexandre e os R$ 4.26 milhões de Pedro, a família já doou R$ 10,2 milhões para candidatos, quase dois a mais que Rubens Ometto Silveira Mello, que isolado é o primeiro no ranking de doadores deste pleito, com R$ 8,8 milhões.

Alexandre repassou ao candidato ao governo do Rio Grande do Sul Roberto Argenta (R$1,9 milhão), para Jair Bolsonaro (R$ 1 milhão), Camilo Santana (R$ 1 milhão), que tenta Senado pelo Ceará.

Também receberam o diretório do PDT de Fortaleza (R$ 750 mil), os candidatos ao governo no Ceará Elmano de Freitas (R$ 750 mil) e Capitão Wagner (R$ 375 mil), além de candidatos a deputados estaduais Regina Becker (R$ 150 mil), Mônica Leal Markusos (R$ 10 mil) e o candidato a deputado federal Nelson Marchezan Jr (R$ 5 mil).

Já Pedro doou para quase os mesmos candidatos: Bolsonaro (R$ 1 milhão), Camilo Santana (R$ 1 milhão), também ao diretório do PDT de Fortaleza (R$ 750 mil), Elmano de Freitas (R$ 750 mil), Capitão Wagner (R$ 375 mil).

Também receberam os candidatos a deputado federal Renato Molling (R$ 100 mil), ao governo do Rio Grande do Sul Onyx Lonrenzoni (R$ 100 mil) e Luiz Carlos Heinze (R$ 50 mil) e a deputados estaduais Josefa Medeiros (R$ 70 mil) e Francis Maris Cruz (R$ 70 mil)”.

Reparem que só há duas concessões a candidatos de esquerda, e as escolhas são facilmente explicáveis: Elmano de Freitas (a governador do Ceará) e Camilo Santana (a senador), ambos do PT, têm grandes chances de se eleger, ou seja, os irmãos colocaram os ovos para chocar no ninho certo.

Além do que os dois cearenses são líderes num Estado com forte presença da Grendene desde os anos 90.

O resto é quase tudo de direita e extrema direita, com uma exceção no Rio Grande do Sul, a candidata Regina Becker, que concorre a deputada estadual pela rede.

Interessante que Bolsonaro ganhou um bom dinheiro, e Ciro Gomes, que acolheu a marca gaúcha no Ceará, quando era governador, não ganhou nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


8 + 1 =