VAI SOBRAR ATÉ PARA QUEM NÃO É MANÉ

O mais medíocre dos adivinhadores pode adivinhar o que irá acontecer com os donos de empresas acusadas de participar da incitação ao golpe, apoiando e/ou financiando as arruaças em ruas e estradas.

Eles vão dizer o que o Banco Rodobens já disse. O Rodobens, que está na lista de 34 empresas e pessoas com contas bancárias bloqueadas por ordem de Alexandre de Moraes, emitiu nota dizendo que não participou de nada e que não apoia golpistas.

O banco não só não apoia como seus dirigentes certamente não sabem de nada do que aconteceu. Vai ser assim, até sobrarem, se é que sobrarão, os que não terão como provar que são inocentes.

O argumento é o mais previsível. A empresa diz que não participa dos pedidos de intervenção militar. Os donos da empresa ou seus sócios dizem que nunca participaram.

E alguns dirão que talvez, por decisão dos funcionários, alguns deles, por voluntarismo, pararam os caminhões nos bloqueios.

Muitos já deram essa explicação. Não negam que seus caminhões estivessem na estrada trancando o trânsito, mas passaram a culpa para os manés, no caso os empregados.

Muitos deles aparecem como doadores na campanha para Bolsonaro, mas tudo é um acaso.

O Rodobens financia a compra de caminhões. É meio estranho que um banco/financeira tenha contas bloqueadas. Nem se sabe direito como isso possa ser possível.

O que ninguém imagina é que uma conta bloqueada provoque algum dano nos milionários acusados de participarem do golpe que virou meme.

O argumento do banco é o de que o nome Rodobens pode aparecer nos caminhões, mas o veículo ou foi financiado ou está sendo usado por leasing (aluguel).

A Agritex, que revende maquinário e cujo nome aparece em caminhões parados (foto), pode dizer algo parecido? Com o nome estampado e bandeiras nos caminhões? Ou é apenas propaganda usada por terceiros?

A Polícia Rodoviárias Federal e o Ministério Público não podem ser tão ingênuos a ponto de apontar empresas envolvidas em delitos, mas sem provas do que denunciam. Um caminhão emplacado tem dono.

Mas anotem o que vai acontecer: vai sobrar para os motoristas. Até quem não é mané vai assumir a bronca para livrar a cara dos patrões.

_________________________________________________________________

ESCAPA?
Paulo Guedes vai escapar das investigações sobre os que causaram danos ao país, não por erros, mas por crimes cometidos?

Guedes não cometeu nenhum delito ao avalizar o esquema de Bolsonaro para se reeleger com todo tipo de manobra?

São apenas manobras? Não são crimes? Guedes escapa sempre?

__________________________________________________________________

GRAÇA MACHEL
Graça Machel viveu com dois dos maiores homens da África e dois dos mais bravos homens do século 20. Foi militante das liberdades ao lado deles.

Mas o primeiro sumiu da sua história agora no Jornal Hoje. Tem sido assim.

A Globo apresentou a maravilhosa Graça, que está no Brasil, como viúva de Nelson Mandela.

Graça foi, muito antes, casada com um cara chamado Samora Machel, que liderou a luta pela independência de Moçambique e foi seu primeiro presidente após a libertação.

Samora Machel tem o tamanho de um Nelson Mandela. Não pode ser esquecido.

Tanto que até hoje Graça, que continua ativa e andando pelo mundo pela salvação da humanidade, se chama Graça Machel.

_________________________________________________________________

PLATITUDES
Um exemplo do jornalismo de opinião raso que tomou conta dos jornais, no título da coluna de Vera Magalhães agora no Globo:
“Inchar a máquina e gastar sem limite é caminho perigoso”

Uma tia bolsonarista poderia fazer colunismo político no Globo, às vésperas da posse de Lula, e ser colega de Vera, Merval Pereira e Fernando Gabeira.

Inchar a máquina? Gastar sem limite? Caminho perigoso?
O jornalismo dos clichês e das banalidades do século 20 volta com força para receber Lula.

Os reaças da imprensa, que não conseguiram ser bolsonaristas porque as corporações brigaram com o boca-de-cobra, preparam o ataque a Lula.

Cada um com os seus manés.

One thought on “VAI SOBRAR ATÉ PARA QUEM NÃO É MANÉ

  1. De minha parte, a justiça pode ferrar com os motoristas puxa-sacos de patrão, bando de otários q não têm onde caírem mortos, mas se curvaram a ordens criminosas sem pensar nas consequências. E não vale pedir ajuda à defensoria pública, peça ao patrão para contratar um bom advogado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 2 =