A foto do Crivella

Ainda tem gente vibrando (principalmente a esquerda carioca) com o retrato do Crivella fichado pela Polícia em 1990, que saiu agora na capa da Veja. É uma bobagem. E ainda há todo um debate jurídico sobre a ilegalidade da foto.
Crivella tem outros delitos, mais recentes, que merecem abordagem. Um retrato antigo, sobre a participação do indivíduo na desocupação de um terreno da Universal há 26 anos, não vale nada.
Eu quero ver na capa da Veja a foto de um tucano preso. Se um tucano for preso e aparecer na capa da Veja, eu faço o que se chamava antes de assinatura perpétua da revista.
Se acontecer, eu leio na Veja até os textos com 20 adjetivos por parágrafo de autoria do Augusto Nunes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 8 =