O canto dos tucanos

Li o documento do PSDB, que tenta transmitir a ideia de que o partido vai andar de novo em direção às suas origens de centro-esquerda. Acho interessante como provocação, mas e daí?
O documento me faz lembrar os programas do PSDB para os dois governos de Fernando Henrique. Ambos escritos sob a coordenação de Paulo Renato Souza.
Escrevi a respeito, no segundo governo FH, sobre o caminho que na época era inverso. De um programa social-democrata, no primeiro governo, para um programa mais liberal no segundo.
Eram textos sedutores, bem elaborados, com detalhamentos, até porque Paulo Renato era reconhecidamente bem preparado e se dedicava com afinco ao que fazia. Mas o que documentos como esses significam hoje em dia?
Talvez signifiquem apenas tentativas de acenos a um centro democrático que anda perdido. E o documento tem também um certo cheiro de populismo de direita.
Mas quem do povo, que o PSDB tenta alcançar, vai ter tempo e paciência para ler declaração de intenções no meio desse tiroteio?
Os tucanos tentam dizer que podem ser uma alternativa não necessariamente conservadora, como sempre foram, e que desistiram de trabalhar só para os ricos. Acredite quem quiser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 4 =