O encontro

Francisco e Lula conversam sobre um mundo menos desigual e injusto, com menos ódios e fascismos. Enquanto isso, o bolsonarismo ataca os desempregados, os idosos, os gays, as pessoas com deficiência, os servidores públicos, as mulheres, os portadores de HIV, os negros, os índios e as empregadas domésticas.