A confraria que brincava com a morte

Uma crônica de domingo, para fugir um pouco do cansaço da política. Participo de quatro confrarias. Dessa aí da foto eu nunca quis participar, apesar da insistência do Jones Lopes, o primeiro à esquerda.

Todos são ou foram jornalistas em Porto Alegre, todos dedicados ao sarcasmo, à ironia e ao deboche, principalmente da morte.

E exatamente por isso eu não entrava na Confraria do Caveira. Porque ao final de cada ano eles tentavam adivinhar, em voto secreto, quem do grupo iria morrer no ano seguinte.

Nessa foto no Restaurante Copacabana estão Jones, David Coimbra, Wianey Carlet (todos à esquerda), e à direita, lá no fundo, Flavio Dutra, Ademir Fontoura (o Ximba), Mario Marcos de Souza, Emanuel Mattos (em pé), Paulo Sant’Anna e Luiz Zini Pires.

Do lado esquerdo, o único vivo é o Jones. Do lado direito, o Flavio, o Mario e o Zini vivem muito bem. São quatro vivos e cinco mortos.

Todos os anos, a votação errava e indicava o nome de quem não morria. Nesse ano aí da foto, há década e meia, eles erraram de novo.

O mais votado saía do almoço bem faceiro, certo de que o morto do ano seguinte não seria ele.

A Confraria do Caveira foi desfeita quando a turma se dispersou, muito antes do fim do Copacabana.

Dois que estão aí, o Mario e o Jones, participam de uma confraria de ex da Zero Hora, que criamos há seis anos, mas ninguém faz previsões.

Brinco hoje com a brincadeira que eles faziam porque David se divertia com a morte em suas crônicas.

David escreveu muito sobre essa história das previsões em torno de quem seria o morto do ano seguinte da Confraria do Caveira.

E escrevo agora porque David, o mais brilhante jornalista gaúcho da sua geração, morreu exatamente há um ano. Já contei e só repito que, um ano antes, eu e ele fizemos as pazes depois de brigas por bobagens da política, e a reconciliação que eu não esperava me conforta sempre.

Informo ao David, onde estiver, que não tenho palpite sobre os quatro vivos da foto. Mas, se ele quiser, pode me enviar, por qualquer meio, que irei entender e, se possível, também irei responder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 6 =