A hora do Bolsonaro

Bolsonaro agora é réu no Supremo pelas frases machistas e fascistas que disse a respeito da deputada Maria do Rosário (para relembrar: que ela não merecia ser estuprada porque é ruim e feia).
São duas ações por apologia ao crime e injúria. Talvez, ao final, não dê em nada. Mas é um movimento importante do Supremo para que os seguidores do sujeito pensem bem antes de repetir o que ele diz sem o menor temor.
Bolsonaro ainda está à espera de quem o enfrente como deve. No Congresso ninguém é capaz de confrontá-lo com suas atitudes machistas, racistas e homofóbicas. O corporativismo (com boa dose de covardia do homerio da casa) o protege.
Talvez tenha chegado a hora do Supremo, tão fragilizado pelas decisões e declarações de Gilmar Mendes e tão vulnerável às desconfianças de todos, fazer o que ninguém conseguiu até agora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


8 + 6 =