FOLHA DE S. PAULO: MAIS UM CASO DE RACISMO NO RIO GRANDE DO SUL

Compartilho, em nome do interesse público, a íntegra de reportagem de Marilice Daronco, da Folha de S. Paulo, sobre a estudante Maria Eugênia Riboli Corrêa, da UFSM, que tem “pavor de conviver com pessoas escuras”. FOLHA DE S. PAULO Aluna é investigada após dizer ter pavor de estar com ‘pessoas escuras’ no RS Estudante de

MUITA GENTE PASSA PANO PARA OS RACISTAS

O caso de racismo do jogador Rafael Ramos, do Corinthians, que chamou Edenilson de macaco, reafirma o que todo mundo sabe e Casagrande observou no Roda Viva. As reações ao racismo e a todo tipo de violência estão sempre aquém do tamanho do crime cometido. Os jogadores, pelo silêncio, são cúmplices do racismo contra os

O RACISTA, O HOMÓFOBO E O AGRESSOR DE MULHERES IMITAM BOLSONARO

Walter Casagrande deu uma aula de ciência política e de sociologia ontem no Roda Viva. Leiam o que ele disse sobre a impunidade de homens racistas e violentos: “O racismo e as violências sempre aconteceram. Só que antigamente não tinha visibilidade, não tinha internet, celular, não se gravava e não se filmava nada. Hoje se

MAIS UMA DERROTA PARA OS PERSEGUIDORES

Uma notícia que faz bem aos perseguidos por ações na Justiça apresentadas por racistas, fascistas e sonegadores que se sentem ofendidos por referências às suas condições de racistas, fascistas e sonegadores. O secretário especial da Cultura, Mario Frias, perdeu a ação de danos morais que moveu contra o ator Armando Babaioff, que o chamou de

PARA GLORIA MARIA, O RACISMO É DOR E AMARGURA DE CADA UM

A entrevista de Gloria Maria ao Roda Viva foi um desastre pessoal e uma tragédia para os que contam com a voz das celebridades para reforçar o combate ao racismo. Para a jornalista da Globo, o racismo enfrentado pelo “outro” (ela se referiu às outras pessoas negras como “o outro”) não é problema dela, porque

A FOLHA DENUNCIADA NA FOLHA

Esta já é uma das charges do ano. Saiu na semana passada na Folha. Os chargistas Leandro Assis e Triscila Oliveira debocham da própria Folha. Para quem não acompanhou o caso, é uma crítica à decisão do jornal de manter em seus quadros um colunista reaça acusado de racismo, o famoso Leandro Narloch. Narloch é

BOLSONARO FOI A JOINVILLE EM BUSCA DA SUA TURMA

Bolsonaro não foi por acaso a Joinville para uma confraternização com empresários de uma cidade ultraconservadora, com moradores que não escondem seus vínculos com grupos supremacistas. Bolsonaro foi reforçar publicamente suas conexões com redutos com forte presença de simpatizantes do neonazismo. É a face que ele tem ressaltado nos gestos mais recentes, desde a aparição

E AQUELE MENINO VIROU RACISTA

Tom Hanks é no cinema para os americanos e para o Ocidente em geral o que Toni Ramos é na TV para os brasileiros. Ambos, apenas para efeito de comparação do que têm na essência, são cidadãos que a arte nos oferece como inspiradores de bons modos. Correção, compromisso com o país e a família,

KAROL CONKÁ CAIU NA ARAPUCA

A Globo não queria ser repetitiva com as mensagens edificantes do gay assertivo e intelectualizado Jean Wyllys ou da médica e humanista negra Thelma Assis. A protagonista tinha que ser uma barraqueira do mundo virtual com o poder de Karol Conká. Deu no que deu e o Brasil esfolou sem culpa a negra que 99%