BOIS E ARMAS

Uma notícia dos nossos tempos tenebrosos, com chamada na capa da Folha:
Fogo na Austrália pode favorecer carne brasileira.
O país dos incendiários da Amazônia vai ganhar dinheiro com exportações para o país devastado por incêndios naturais.
Os criminosos brasileiros queimam a floresta para expandir campos de criação de gado e plantio de soja e são recompensados pelo crime com a compra de carne pelos que perdem seus rebanhos numa tragédia.
O bolsonarismo dá lucro para destruidores de matas (e de educação e cultura) e para vendedores de armas.
A mesma Folha mostra que professores da USP, alarmados com perseguições e desencantos provocados pelo golpe e pelo fascismo, estão pedindo exoneração ou licença não remunerada.
A universidade atacada, depreciada e invadida deixou de ser um lugar de trabalho e também de resistência para muita gente.
É um fenômeno a ser avaliado no Rio Grande do Sul, sob total controle da direita – com ramificações da extrema direita – em Porto Alegre e no Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 3 =