Deboche de R$ 89 MIL

O presidente do banco estatal de um Estado quebrado, com professores que recebem migalhas em parcelas, terá salário de R$ 89 mil.
Pode ser legal, pode se basear nos salários do Bradesco, pode parecer razoável num mercado financeiro em que nada é razoável.
Mas é muito mais do que inoportuno e desrespeitoso. É uma afronta imoral.
A direita sem escrúpulos, a pior de todas as direitas, a fofa bolsonarista dissimulada e encabulada, faz o que bem entende.
Quanto mais debocha, mais se fortalece com a idiotia política que a sustenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 1 =