NÃO SE CONTENTEM COM A PRISÃO DE SARNEYZINHO

A Polícia Federal prendeu Sarneyzinho do Maranhão (foto), que nem no Maranhão sabem direito quem é. Sarneyzinho se chama Antonio José Santos Saraiva e era ligado ao PSDB, do qual foi expulso.

Mas o preso não é nada. É do quinto time de fascistas do Estado, da mesma turma que ameaça ministros do Supremo, prometem impedir a posse de Lula e, se possível, até matá-lo.

Sarneyzinho é um chinelão entre tantos patriotas que merecem ser presos. Depois dele, muitos outros irão parar na cadeia.

É o que deve ser feito, mas não é tudo. A prisão da chinelagem do bolsonarismo é o possível e o necessário hoje, como medida de contenção.

Mas não basta. Em algum momento, será preciso pegar gente do primeiro time do fascismo. É o que terá de acontecer mais adiante, sob pena de só os manés serem presos.

Pegar os grandões só será possível quando Ministério Público e Judiciário se derem conta de que podem seguir em frente e de que a tarefa é de todos, e não só de Alexandre de Moraes.

Pegar os grandões significa testar a capacidade de reação de um sistema de Justiça que se encolheu diante dos desmandos dos justiceiros do lavajatismo e depois se apequenou ainda mais diante da chegada do fascismo ao poder.

Já estão pegando manés, pegaram Sarneyzinho e pegaram bandidos com fuzis em Santa Catarina, mas ainda terão de pegar os grandões. Ainda não dá pra pegar todos.

Os fascistões, os articuladores e ativistas que estão muito acima dos simples financiadores de acampamentos, do pagamento de banheiros químicos e do churrasco e da cerveja nas aglomerações na frente dos quartéis, esses continuam impunes.

Os fascistões serão pegos nas últimas etapas do cerco aos articuladores do golpe. Deverão ser presos, e não só processados.

Deverão ser encarcerados, como foram para o cárcere os fascistas alemães que também tramavam golpes.

Não há como tergiversar e apenas investigar e abrir demorados processos contra os grandes fascistas. Alguns deles, tão ameaçadores quanto Sarneyzinho, terão de ser enjaulados.

Porque assim funciona a Justiça em situações urgentes e extremas. Conter os fascistas é muito mais do que criar a expectativa de que um dia venham a ser condenados.

É preciso contê-los. O Brasil espera a prisão dos fascistões como obrigação do sistema de Justiça em defesa da democracia.

O país somente terá a sensação e a certeza de que caminha para a normalidade quando os que ameaçaram com o golpe estiverem na cadeia.

Não há como tentar acalmar o país sem a prisão dos líderes das tentativas de golpe.

Não se contentem com os Sarneyzinhos. Não tentem convencer o Brasil de que tudo estará resolvido com a prisão de patriotas sem grife.

Peguem o fascistão, o sujeito com poder econômico. Peguem um, dois ou mais fascistões. E eles não são apenas os que estiveram no entorno de Bolsonaro em Brasília nesses quatro anos.

Os fascistões que incitaram caminhoneiros e manés para o golpe são também grandes empresários que agiram descaradamente contra a eleição, contra o Supremo, contra a Constituição e contra a posse de Lula.

Peguem os fascistões, quando for possível pegá-los, mas peguem.

One thought on “NÃO SE CONTENTEM COM A PRISÃO DE SARNEYZINHO

  1. Talvez cheguem à prisão, em caráter preventivo, desses FASCISTÕES. Não estou muito animado com essa possibilidade, que seria inédita por essas bandas. Gostaria muito que se tornasse realidade.
    Mas, além disso, há uma outra turma que deveria ser penalizada de alguma forma: as autoridades que foram e/ou são coniventes com todos esses absurdos que têm acontecido. Por exemplo, na cidade de Itajaí/SC, os fascistas mandam e desmandam, à revelia de qualquer tipo de sanção, porque as autoridades competentes (deveriam ser) se calam e se recolhem.
    CANSATIVO e assustador ver o futuro a que essa estrada está nos levando…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


6 + 6 =