O jornalismo é o réu

matheus

Matheus Chaparini (foto), repórter do jornal Já, agora é réu. A juíza Cláudia Junqueira Sulzbach, da 9ª Vara Criminal do Foro Central, acolheu a denúncia contra ele e mais 10 estudantes acusados de invasão da Secretaria da Fazenda.
Chaparini participava da cobertura de desocupação do prédio, no dia 15, e conseguiu o que outros repórteres não conseguiram (ou não quiseram) fazer: entrou na Secretaria com os estudantes e filmou a ação violenta da Brigada Militar. Chaparini foi repórter, fez o seu trabalho.
Um vídeo mostra que Chaparini identificou-se como jornalista por várias vezes. Mas ele acabou preso pela Brigada, indiciado pela polícia e denunciado pelo Ministério Público. Agora será processado.
Também passa a ser réu o cineasta independente Kevin D’arc, de São Paulo, que estava no prédio no mesmo dia.
Se eles forem condenados, muita gente deve pensar que o bom a partir de agora será cobrir qualquer acontecimento da janelinha das unidades móveis com ar condicionado (o que talvez seja uma tendência em algumas redações…).
Mas os jornalistas de verdade não irão se acovardar.
Como disse a ministra Carmén Lúcia, presidente do Supremo, este é o país dos muitos Judiciários. Que pelo menos um deles esteja a favor de quem faz jornalismo e combate a truculência policial de governos inseguros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


4 + 2 =