A impunidade que ofende

Com o juiz Sergio Moro de férias, não devemos ter, até o final do ano, nenhum processo novo contra Lula. Quando o juiz voltar das férias, começa tudo de novo. Tríplex, sítio, pedalinhos…
Mas vamos esperar que, mesmo na repetição do que aconteceu em 2016, não tenhamos nada parecido com aquela rosácea das bolinhas azuis do powerpoint infantil dos procuradores.
Que a força-tarefa de Curitiba seja menos simplória e finalmente cumpra com a obrigação de pegar também tucanos corruptos. A Lava-Jato não pode continuar subestimando a inteligência dos brasileiros.
A impunidade crônica dos tucanos corruptos, já dedurados e denunciados várias vezes, é uma afronta que os justiceiros de 2016 não podem tentar transferir para 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 3 =