Oportunistas

Paulinho da Força pegando carona na organização da greve. O sujeito, amigo de patos e tucanos da Fiesp, foi um dos líderes do golpe e agora tenta se redimir, não por correção de rumo, mas por oportunismo mesmo.
Ele e outros ‘arrependidos’ da direita não podem ser comparados a ex-batedores de panela que na sexta-feira estarão ao lado dos que combatem não só as tais reformas, mas toda a quadrilha do Jaburu.
Eu conheço, todos nós conhecemos ex-batedores de panela sinceramente constrangidos. Que sejam efetivos, troquem de lado e assumam uma postura crítica, não só na greve.