A CULPA É DOS REMÉDIOS

Acreditem no que vocês vão ler e está agora na capa da Folha de S. Paulo:

“Representantes da defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmaram que o ex-mandatário disse nesta quarta-feira a investigadores da Polícia Federal que publicou por engano em uma rede social vídeo repassado a ele que questionava a lisura das urnas eletrônicas.

O ex-presidente ainda estaria sob efeito de medicamentos quando fez a postagem, por ter sido hospitalizado”.

Agora escrevo eu, para relembrar. No lixo compartilhado por Bolsonaro dois dias depois do 8 de janeiro, um homem identificado como doutor Felipe Gimenez ataca a segurança das urnas eletrônicas.

A publicação trazia ainda as frases “Lula não foi eleito pelo povo. Ele foi escolhido e eleito pelo STF e TSE”.

Bolsonaro publicou a postagem, mas se acovardou e a eliminou de seu perfil no Facebook pouco tempo depois.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) representou contra ele e citou o artigo 286 do Código Penal, que prevê pena de detenção de 3 a 6 meses de prisão para quem incitar, publicamente, a prática de crime.

Qual é a suspeita? Que Carluxo, há muito tempo fora do esquema das redes sociais do pai, teria sido o autor do compartilhamento.

Dois covardes. O sujeito colocou a culpa nos remédios.

2 thoughts on “A CULPA É DOS REMÉDIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 3 =