IR PRA ONDE?

O engenheiro e urbanista Jorge Abrahão escreve hoje na Folha sobre uma pesquisa realizada há um ano em São Paulo.
Entre muitas coisas desagradáveis (relacionadas com racismo, homofobia, violência), 63% dizem que iriam embora da cidade se pudessem morar em outro lugar. É um índice muito alto, e ele pergunta qual seria o percentual hoje.
As pessoas querem mesmo se mudar de Porto Alegre, Curitiba, Rio, Livramento, João Pessoa, Erechim, Sorocaba?
Eu me mudaria para uma cidade em que ninguém fosse obrigado a ouvir a música do vizinho.
Uma cidade em que houvesse uma lei que levasse para o cárcere, na mesma cela do Ronnie Lessa, quem passasse o dia obrigando o vizinho a ouvir essas músicas sobre o amor que foi embora.
Mudar-se, parece que todo mundo quer. Mas morar e trabalhar onde? Num lugar lindo como esse da foto, onde o tédio pode matar quem não é turista?
Sergio Moro, por exemplo, iria pra onde, se decidisse enfrentar Bolsonaro e sair do governo? Quem gostaria de ser vizinho de Sergio Moro?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


4 + 4 =