A Folha e as fotos das crianças degoladas: e se for mentira?

A Folha de S. Paulo decidiu correr o risco que nenhum outro jornal da grande imprensa correu até agora: publicou na capa da versão online uma foto que, segundo o governo de Israel, seria de crianças degoladas pelo Hamas. É uma decisão de alto risco. As fotos são do governo israelense. O jornal diz ter

Folha tenta arrastar Eduardo Leite da direita para o centro

Não é apenas equivocada, é quase uma fake news a longa reportagem de domingo em que a Folha tentou puxar Eduardo Leite para o centro, ao citá-lo entre os candidatos ao espólio de Bolsonaro. A chamada da Folha informa: “Eduardo Leite aposta em ritmo diferente de Zema e Tarcísio em especulações sobre 2026. Gaúcho insiste

Folha consegue mais uma manchete para Bolsonaro imbrochável

Mônica Bergamo foi atrás de Bolsonaro para a entrevista histórica às vésperas da condenação do sujeito pelo TSE. Ouviu mais um blefe, de que ele tem uma bala de prata para 2026, mais mentiras, mais ataques ao Judiciário e essa frase: “Eu sou imbrochável até que se prove o contrário”. Uma das grandes jornalistas brasileiras

Leite é citado ao lado da nata da direita e da extrema direita

A Folha inclui Eduardo Leite entre nomes de direita e extrema direita que podem pegar o lugar de Bolsonaro condenado e inelegível. Os outros sao Tarcísio de Freitas, Romeu Zema, o governador do Paraná, Ratinho Jr, a ex-ministra da Agricultura Tereza Cristina e a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro. Leite faz parte, segundo a Folha, da nata

No impasse do presidencialismo de coalizão, a ciência política de capitulação de Sérgio Abranches

Sérgio Abranches, o sociólogo e cientista político que criou a definição do que seria o nosso presidencialismo de coalizão, analisa em artigo na Folha as complicadas relações de Lula com o Congresso. Fala do que todo mundo sabe, da quase extinção do velho centro, do crescimento da extrema direita e da mudança da índole da

Elis e Rita Lee e as calhordices de Veja e Folha

Estas duas capas estavam nas bancas lado a lado em janeiro de 1982. É bom relembrar, agora que a Folha, ao invés de destacar a relevância de Rita Lee para a música, a cultura e a resistência à ditadura, publicou na capa que ela “se deixou guiar por drogas e discos voadores”. Uma simplificação grosseira

Folha ouve dois especialistas, conclui que Moraes comete excessos e abre manchete

Gente que não viu nada de anormal em mais de cinco anos de desmandos da Lava-Jato. Juristas que se acovardaram diante do poder sem limites de Sergio Moro e de seu ajudante Deltan Dallagnol. Especialistas nas mais diversas especialidades do Direito, que não deram um pio sobre a destruição das grandes empresas brasileiras pelo lavajatismo.

A Folha se esforça para maltratar o jornalismo

Mais uma da Folha, que agora bate em Lula por causa da suspensão da privatização dos Correios e outras estatais. O jornal dá de manchete a minoria favorável às privatizações e esconde a maioria contrária. O texto informa: “Segundo pesquisa Datafolha, 38% dos brasileiros apoiam as privatizações, ante 45% que se dizem contrários”. Há uma