LULA E OS GENERAIS

A notícia do dia é esta: Lula quer conversar olho no olho com os militares. Quer saber o que os militares têm contra ele e contra o PT.
Que antes Lula ouça o presidente Tabaré Vázquez, do Uruguai. É consenso nas esquerdas que Lula e Dilma confiaram demais nas alianças políticas com a direita, nos militares e na Globo. Tabaré desconfiou de quem poderia surpreendê-lo.
Os militares foram enquadrados pelo poder civil no Uruguai, com uma série de providências que incluiu até a redução do número de generais.
A notícia sobre a intenção de Lula é boa e deixa solta uma curiosidade. Com quais generais Lula irá conversar?
Outra pergunta: quais generais fora do governo não concordam com a partilha de poder civil-militar feita por Bolsonaro, que tem 2.500 oficiais nos altos escalões de Brasília?
(Um detalhe importante: os generais não foram protagonistas no golpe que derrubou Dilma.)

One thought on “LULA E OS GENERAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 6 =