AS MILÍCIAS E A GLOBO

Todos os dias o Globo traz alguma reportagem sobre as milícias e os Bolsonaros. Hoje, não achei nada, até porque não há como manter o assunto em pauta todo tempo.
O Brasil já teve e tem políticos ligados descaradamente a grileiros, desmatadores, assassinos de índios, banqueiros, sonegadores, juízes e todo tipo de mafioso.
Mas o país não sabia (apenas desconfiava) que tinha políticos envolvidos com milicianos e suas famílias. É o que o Globo tenta dizer todos os dias.
E vai continuar dizendo, porque o grande duelo do bolsonarismo é o do pai e dos manos com a Globo.
O enfrentamento mortal dos Bolsonaros não é com as esquerdas, a igreja Católica, o papa, os sem-terra, os sem-teto, os partidos.
Não é com os movimentos sociais, os estudantes, os professores. Não é, por enquanto, com nenhum deles, até porque a capacidade de reação de todos esses grupos está fragilizada.
Por enquanto, o duelo explícito, descarado, a guerra aberta para matar ou morrer, desde o começo do governo, é com a Globo. Os Bolsonaros atiram e a Globo responde.
Por isso o Globo não pode deixar de nos informar, todos dias, alguma coisa sobre a relação das milícias com os Bolsonaros.
Hoje, senti falta. Não achei nada sobre as milícias do Rio das Pedras. Mas posso ter sido distraído.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 1 =