CINCO PEDRADAS (ERRADAS) EM FELIPE NETO

É bom o debate provocado pela participação de Felipe Neto no Roda Viva. O que aquele cara estava fazendo ali, falando de antifascismo, se não tem expressão política? Não tem?

Tento listar cinco pedradas que se repetem desde ontem e já antecipo que não concordo com nenhuma delas.

NÃO É DA TURMA – As esquerdas, mais do que a direita, gostam de pedir credenciais habilitadoras aos chegados. Porque não é bem assim, no grito e de repente, que alguém se diz de esquerda ou adota posturas progressistas. A esquerda gosta de bater nos que considera inautênticos, os que não são da turma. Quem ainda se agarra a esse argumento infantil deve ler o que Tarso Genro já andou escrevendo e que passa, por exemplo, pela crítica das chamadas instâncias de um partido, muitas vezes restritivas com quem olha e chega de fora, ou – como observa Tarso – com quem estaria no “mundo externo inautêntico”. Felipe Neto seria desse mundo, mesmo que não tenha a pretensão de se ligar a partidos. Tarso defende que os partidos sejam espaços acolhedores da inteligência universal. Vamos acolher Felipe como uma cara nova das esquerdas.

É UM ARREPENDIDO – A Geni da política hoje é o golpista arrependido. Pode ser o oportunista, claramente identificável (uma Janaína Paschoal), como pode ser o que confessa que se equivocou por ter feito parte de uma turma errada. Felipe Neto admite que era ingênuo e prepotente (e também machista e homófobo na juventude) e que se envergonha de ter apoiado, por imaturidade, o golpe contra Dilma. Na ditadura, alguns nomes disseram coisas parecidas depois do apoio ao 31 de março de 64, entre os quais uns caras chamados Teotônio Vilela, Severo Gomes e Magalhães Pinto. Eram da direita. Hoje, eles seriam acolhidos, como foram nos anos 70 e 80, em qualquer frente pela democracia.

NÃO TEM REPRESENTATIVIDADE – Aqui a acusação é de não ser voz da política institucional, porque não é líder, não foi eleito e não tem nem ligação orgânica com partidos. Não tem história, não tem nada que o sustente como voz orientadora de posturas. Um cientista político escreveu que o Brasil deveria estar ouvindo os partidos e os políticos, como fazem nos Estados Unidos e na Europa, porque esses organizam e expressam sentimentos, demandas e anseios, e não um rapaz avulso como Felipe Neto. Os jovens, disse ele, deveriam ligar-se a partidos, para só então se manifestarem, porque os partidos ainda teriam a hegemonia dessa representação. É exatamente o que não vem funcionando no Brasil.

É UM GURI SEM LIDERANÇA – O que ele estava fazendo lá no Roda Viva, se é apenas um influenciador de internet de 32 anos? Exatamente porque é um dos fenômenos de comunicação do século 21. E por ter construído uma trajetória que, de guri bobo e piadista, como ele mesmo admite, acabou por politizar sua fala. Por ser um influenciador que vira militante, Felipe Neto é uma voz muito mais potente do que a dos líderes estudantis hoje. Ele é quem se comunica com os jovens, agora como pregador antifascista. Não é pouca coisa. É assim no mundo todo. A política tradicional, analógica e envelhecida, deve se render a Felipe Neto e seus assemelhados.

É DA TURMA DE LUCIANO HUCK – Não é. Nem da turma de Tabata Amaral, de nenhum desses grupos de jovens financiados por interesses dos ricos liberais. Huck é alguém que tenta levar para a política a ideia de que quase tudo se resolve com altruísmo, com a benemerência dos milionários e com empreendedorismo. Conquistas sociais seriam concessões de gente bondosa como ele. Felipe Neto não se apresenta como pretendente a uma carreira política (e seria legítimo se pretendesse). Ele deixou claro no Roda Viva que não fala de suas ações ditas benemerentes. Sua crítica da meritocracia como ilusão liberal é um bom resumo do que ele pensa. Não vamos pôr Felipe Neto a correr.

9 thoughts on “CINCO PEDRADAS (ERRADAS) EM FELIPE NETO

  1. Este cara é produto da internet, como tantos que agem dentro de bolhas. Influenciadores de quem? A esquerda guerreira tem líderes autênticos e de luta, como Rosseto, Fontana e maria do Rosário, entre tantos. Abaixo a perfumaria!!!

  2. Não acredito que você, aos vinte anos, JÁ não pensasse politicamente como pensa hoje. Quando do golpe, esse rapaz já era um homem de trinta anos. sabia no que estava metido, sabia quem era Bolsonaro e sabe, agora, QUE, com este em direção ao cadafalso, é mais prudente trocar de lado. Foi em pensar como tarso que a esquerda se deu mal, aliando-se COM toda SORTE de oportunistas e safados que LEVARAM este país ao abismo em que se encontra. Como seu seguidor e eleitor, sugiro refazer sua postura a RESpeito. Esse sujeito nos agrediu e humilhou até há pouco. Não dá para esquecer, nem PERDOAR. E mais, roda viva é comandada por vera Magalhães, que bem sabemos de quem se trata.

  3. MOISÉS CONCORDO TOTALMENTE ! 5 PEDRADAS (ERRADAS) NO FELIPE NETO! Eu assisti o felipe neto na roda viva, e aplaudi, refletindo como um jovem de 32 anos de idade se transformou ao longo de 10 anos de carreira como influenciador, com mais de 35 milhões de seguidores jovens, crianças e adolescentes no twiter, facebook, instangram emitindo opiniões políticas intensas como fora bolsonaro, impeachment do bolsonaro, bolsonaro fascista, o mal que faz ao brasil, suas mentiras e fake news! falou com propriedade que apoiou o impeachment de dilma, o golpe de 2016 por desconhecimento, ignorância. e, na medida que tomou interesse pela política convenceu-se de seus erros e declarou nas redes sociais que errou, mas que agora viu que fora enganado.eu errei muito no passado! em seus lives tem se pronunciado da falta de engajamento político dos seus colegas de profissão, e recentemente com anita denunciaram o neofascismo de bolsonaro. convida os jovens para saírem de sua ignorância política. afirmou o porquê do marketing e os fake news de bolsonaro incitando o ódio, a volta do ai5 e ditadura militar, perigo do retorno do comunismo, fechamento do congresso nacional e do stf que funciona muito bem para os 30% imutáveis de apoiadores do bolsonaro e perdoam todas suas patifarias, mortes do covid19, mariela, noronha, bebiano e recorrentes mentiras ! e, como a esquerda falha no marketing! Se hoje a esquerda recebe um influenciador de 35 milhões de seguidores, vários políticos e influentes jogam pedras. isto sim é o reacionarismo e meritocracia de uma esquerda falida ou “purista”! concordo contigo vamos engajá-lo já!marquem um encontro com as lideranças, um live com lula, haddad, manuela, jandira e felipe neto!

  4. Espero que Felipe Neto não se ligue mesmo a nenhum partido. A única forma de se manter alguma lucidez, senso crítico e não corromper o julgamento das coisas é sendo apartidário.

    Partidarismos tornam a visão unilateral, fanatiza e Brasileiro tem uma estranha vocação para o fanatismo, seja por futebol, religião, política, pessoas, etc.. razão pelo qual estamos nesse poço sem fundo.

  5. Jandira, sr. Ernani? Rsrs. Poucas vezes na vida senti nojo tão profundo por uma mulher como sinto pela Jandira que para mim, não vale o prato que come. E Tábata também.

    E quanto a Haddad, se é tudo o que o PT tem a oferecer, guardem esse “sonso” para vocês.

    1. desculpe Cristina! sentir nojo é sentir repulsa por algo abominável. Você nem a conhece! A Jandira Fenghali é uma das políticas mais respeitada do congresso nacional. é médica com especialização em doenças infecciosas, foi professora universitária, com mestrado e com ótima experiência em saúde pública! defende absolutamente melhores condições de vida para as classes mais discriminadas e desprotegidas, num conjunto de pobres e miseráveis, sem teto, negros, homossexuais,idosos! creches e escolas públicas sob a proteção do estado. é uma das deputadas mais atuante, e exige mudança de ações de um governo federal indiferente ao combate do covid19. O fernando haddad é professor universitário de direito, doutor também em filosofia, foi prefeito de são paulo e recebeu vários prêmios como o melhor prefeito do mundo do ano. Foi ministro da educação de lula e dilma com crescimento de 110% de alunos nas universidade. criou o enem, sisu, prouni, ampliação das universidade, salário básico (piso salarial) para professores.

  6. O mundo mudou muito nos últimos 20 anos e como participante da esquerda desde sempre, se ela, esquerda, buscar somente os “autênticos” ficará isolada com o tempo. Os autênticos são os que foram forjados em um outro momento e devem servir de ponte para o fortalecimento da esquerda na atualidade através das ideias e da prática política e a continuidade da própria esquerda.
    Já que acusam, erroneamente, da esquerda ser ideológica, coisa que a direita também o é, e sem demérito nessa questão, que as ideias e práticas comuns seja o ponto de união entre os então “autênticos”, COM a atualidade. Essa mesma questão, explicaria em parte as falhas de comunicação dessa mesma esquerda.
    Necessário mudar, para não perder o tal trem da história, mas sem perder os princípios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


4 + 3 =