O CABO ELEITORAL MALDITO

Bolsonaro vem de duas surras que vão deixar sequelas. Foi surrado pelos militares, no sábado, e no dia seguinte foi surrado pelos eleitores. A surra dos militares, que o alertaram de que os quartéis não devem ser infectados pelo bolsonarismo, é dolorosa por vários motivos. Primeiro porque Bolsonaro fica órfão. É como se tivesse sido

O PROPAGANDISTA CONTRA A PRÓPRIA PROPAGANDA

O Jornal Nacional fez uma longa reportagem sobre a segurança da urna eletrônica no Brasil. O JN ouviu até um especialista em auditagem e segurança, que garantiu: todo o processo é inviolável. O estranho é que o Tribunal Superior Eleitoral tem um garoto-propaganda, o comentarista de TV de direita Caio Coppola, que diz o contrário