Bolsonaro manda e desmanda

Ainda não surgiu o deputado macho capaz de enfrentar a fúria e os blefes de Jair Bolsonaro. Os homens da Câmara continuam temendo Bolsonaro.

Hoje, ele ficou por um minuto com o dedo em riste quase tocando o rosto da deputada Maria do Rosário, a quem costuma agredir com frequência.

Durante todo esse tempo, ele ficou ao lado de Maria do Rosário, na mesa da Câmara, gritando e gesticulando de forma agressiva, como se fosse jogar-se sobre a deputada.

Um grupo de mulheres protestava e alguns homens da segurança faziam cena, como se fossem tirá-lo dali. Bolsonaro saiu depois porque quis. Ainda falta um macho que enfrente Bolsonaro no Congresso.

Talvez Bolsonaro esteja mesmo à espera do novo Supremo, sob o comando da ministra Cármen Lúcia. Ele é réu no Supremo por incitação ao estupro.

Pode ser que uma mulher leve adiante no Supremo uma missão que fará com Bolsonaro o que os homens do Congresso não são capazes de fazer.

Não há homem no Congresso com coragem para conter Jair Bolsonaro, nem quando ele ergue o dedo em direção ao rosto de uma mulher e colega de parlamento.

……

Veja aqui o vídeo.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/09/1813237-acusado-de-incitar-estupro-bolsonaro-se-exalta-em-sessao-sobre-o-tema.shtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


2 + 5 =