GOLPISTAS EM LIBERDADE

Esses dois aí da foto são os ex-comandantes da Marinha Palmiro Jarjury (à esquerda) e da Força Aérea Boliviana Gonzalo Terceros.

Os dois finalmente confessaram participação no golpe de 2019 contra Evo Morales, foram condenados a três anos de prisão, mas ficarão soltos porque colaboraram com a Justiça.

Na Bolívia, golpista não fica impune. Até porque a extrema direita articula mais um golpe a partir da sua base em Santa Cruz de la Sierra.

____________________________________________________________________


MÃE E FILHA
A personagem de hoje na Bolívia é Carolina Ribera, filha da golpista Jeanine Añez. A moça está tentando transformar a prisão da mãe numa briga identitária.

Jeanine deveria ter sido transferida para um hospital, no sábado, porque está frágil e doente depois de 12 dias de greve de fome. Mas na última hora uma juíza cassou a transferência.

Carolina acusa o governo de interferir na decisão da Justiça. Ela acusa “os machos políticos do governo (de Luis Arce)” de agirem contra uma filha que luta pela libertação da mãe.

Jeanine ficou um ano no poder, como golpista assumida, mas não quer ficar na cadeia. Quer ficar solta, talvez para tentar ajudar no novo golpe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


6 + 6 =