O VÁCUO PARA O CANDIDATO DA DIREITA

As pesquisas já mostraram que Luciano Huck não é uma alternativa da chamada direita de centro para enfrentar Bolsonaro. Huck tem exposição como nenhum outro, é figura manjada, mas não decola, até porque tem alta rejeição. Sergio Moro já está fora do páreo e só conseguiria sobreviver e concorrer se acontecesse um milagre. Que partido

E SE JOÃO DORIA FUGIR COM A VACINA?

Aécio Neves é um zumbi arrastando correntes e malas sem rodinhas nos grupos de WhatsApp do PSDB. Sua missão de enfrentar João Doria e abrir espaço e apoios à candidatura do gaúcho Eduardo Leite em 2022 cria soluções e problemas. A solução é que finalmente os tucanos que ainda se acham donos dos grandes ninhos

O TUCANO CORDIAL COM O GENOCIDA

Está clara a estratégia do moço da nova Arena gaúcha (ainda disfarçado de tucano) como opção da direita em 2022. Se João Doria, Luciano Huck e Sergio Moro são nomes da direita que se apresentam claramente como antibolsonaristas, Eduardo Leite quer ser visto como um “moderado” que não ataca Bolsonaro. É o que está dito

EDUARDO LEITE FUMA BOLSONARO, MAS NÃO TRAGA

Está na rua a pré-campanha do tucano que pode enfrentar João Doria dentro do partido sem causar incômodos a Bolsonaro. O PSDB fez sua escolha: Eduardo Leite é o nome para a ressurreição do partido, que fica bem com a base bolsonarista e renova uma sigla decadente e rachada ao meio. É o tema do

VAMOS CAIR NA REAL: A VACINA É PARA POUCOS

O Brasil esperneia como pode, mas sabe que depende de um imprevisto, de um acidente ou do imponderável para se livrar de Bolsonaro. Porque não há nada que indique uma saída. Pedem impeachment e cadeia para Bolsonaro, mas é torcida, é desejo, não é nada que expresse capacidade de pressão. É constrangedor, mas já podemos

A FALSA GUERRA DA VACINA

Tem muita gente embarcando na história da guerra da vacina, inclusive uma certa esquerda polemista. O brasileiro adora guerras que não existem e foge das guerras existentes. Não existe a guerra da vacina. Existe o empenho de João Doria em produzir uma vacina com a Sinovac e o Butantan. E existe o plano declarado de

PREFEITOS PEDEM A VACINA COMO QUEM PEDE ESMOLA

Foi frouxa a defesa que os prefeitos empossados na sexta-feira fizeram da urgência da vacinação contra a Covid-19. Foi uma defesa protocolar, quase envergonhada e medrosa. Os prefeitos não enfrentam Bolsonaro, que comanda a enrolação da vacina sem obstáculos e resistências. Nem os governadores têm coragem para desafiar a inércia criminosa do governo. Nesse cenário

O TICTAC DE DORIA NÃO ESTÁ SÓ NO COLO DE BOLSONARO

Os bolsonaristas adotaram o tictac como o som ameaçador preferido da extrema direita este ano. No primeiro semestre, quando Bolsonaro, Sara Winter e alguns generais brincaram com a ideia do golpe, só o que se ouvia era tictac. Bolsonaro sonhava em ser um presidente com amplos poderes, sob a proteção dos militares, e seus militantes

BOLSONARO JÁ ESTÁ SOB OS EFEITOS COLATERAIS DA VACINA DE JOÃO DORIA

Complicou-se a estratégia negacionista de Bolsonaro diante da decisão de João Doria de anunciar ao país que terá vacina para quem quiser ir a São Paulo. E que a vacinação com a CoronaVac começa no dia 25 de janeiro. Não basta para Bolsonaro correr para o Twitter, como fez na segunda-feira à tarde, e dizer