TUCANO GAÚCHO PODERIA ESTAR NO JOGO, SE NÃO TIVESSE TRAÍDO JOÃO DORIA

A performance de Simone Tebet, com apenas 1% no Datafolha, depois de uma semana de exposição na propaganda de TV, provoca uma dúvida, entre tantas outras. E se o candidato da terceira via fosse Eduardo Leite, que tentou aplicar um golpe em João Doria, depois das prévias, para ser o candidato não só do PSDB,

UMA TURMA DE PIX DA PESADA

Observem parte da lista da turma que assinou o manifesto pró-Simone Tebet. Só gente de pouco dinheiro ou que não pensa em dinheiro. Muitos são figuras manjadas. Pelos sobrenomes, dá pra ver que é gente que roeu muito osso na vida. Gente que suou. Imaginem o PIX desse pessoal. Todos, depois de uma vida de

A DESTRUIÇÃO DA DIREITA QUE INVENTOU BOLSONARO

O tucano gaúcho que tentou aplicar o golpe em João Doria é orientado agora a voar em direção ao ninho precário que está sendo preparado para Simone Tebet. Eduardo Leite, o predador, não consegue parar. Está em fermentação a ideia de que logo Simone será considerada inviável como nome da terceira via, e Leite ressurgirá

QUEM SE ARRISCA A FICAR AO LADO DO TUCANO GAÚCHO?

A senadora Simone Tebet, pré-candidata do MDB, está tentando se fortalecer como um dos nomes que a terceira via (que insiste em dizer que existe) pode anunciar até o dia 18 de maio por todos os partidos de “centro”. Esse nome seria o candidato de todos. Simone deu entrevista à Sabatina da Folha e deve

TUCANO GAÚCHO FICOU DEPENDURADO NO PINCEL DA DIREITA

Complicou-se a situação de Eduardo Leite. Dissemina-se no PSDB o entendimento de que, se ele tentar um golpe em João Doria, na convenção, o caso pode parar na Justiça. As prévias, dizem líderes tucanos, não podem ser desrespeitadas por decisão da convenção, ou a realização da consulta não teria sentido. O outro movimento dele em

FOLHA FINALMENTE DESCOBRE O MACHISMO DOS GOLPISTAS

O jornalismo brasileiro da grande imprensa faz descobertas tardias. Reportagem de Anna Virginia Balloussier e Angela Boldrini na Folha denuncia o machismo da CPI do Genocídio contra as mulheres senadoras. As senadoras são interrompidas ou são consideradas gritonas ou não conseguem falar. Na semana passada, Leila Barros quase foi chamada de histérica pelo bolsonarista Marcos