ESTÁTUAS TAMBÉM CAEM

É surpreendente a demissão de Renato, porque parece que demitiram não o dono do time, mas o dono do clube. Dizem que nem Fabio Koff desafiava o poder de Renato, que sempre foi visto como uma estátua viva e muitas vezes incômoda e arrogante. O Grêmio poderá renovar corpo e alma. Renato havia arrastado a

A LIÇÃO DOS VIZINHOS PARA A PRESERVAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS

O general Fernando Azevedo e Silva sai dizendo que preservou as Forças Armadas como instituições de Estado. Não há como duvidar dos dilemas institucionais e dos dramas pessoais que o confrontaram com os impulsos autoritários de Bolsonaro. O general pode ter cansado de brincar de golpe ao lado do chefe inseguro. Mas Azevedo terá de

A PRESSÃO DE BOLSONARO E O MAL SÚBITO DE BRAGA NETTO

A sequência até a demissão de Fernando Azevedo teve sinais recentes que a grande imprensa deixou passar por debaixo das pernas, porque subestimou esses fatos. No dia 25 de março, depois da reunião com os governadores, com Luiz Fux e os presidentes da Câmara e do Senado, para a farsa do comitê de combate à

UMA CARONA CONSTRANGEDORA

Não podemos esquecer nunca que Fernando Azevedo, o ministro da Defesa que Bolsonaro manda embora, levou o sujeito de carona (ou vice-versa) em um helicóptero até as manifestações comandadas por Sara Winter na Esplanada. Foi no dia 31 de maio do ano passado. O helicóptero fez um passeio de 40 minutos e deu seis voltas

PAZUELLO É MAIS UM GENERAL HUMILHADO POR BOLSONARO

O que pode ter acontecido com Eduardo Pazuello, que foi dado como demitido durante a tarde de domingo e à noite voltou a ser ministro? No início da tarde, Pazuello era um homem doente, que pretendia ir embora para cuidar da saúde dele, porque da saúde dos brasileiros ele não soube cuidar. À noite, era

DEGOLADO DE NOVO

Depois de arranjar desculpas para os estupradores de festinhas (citando como exemplo a própria filha), o comentarista do fascismo Rodrigo Constantino foi demitido da rádio Jovem Pan. É pouco. É muito pouco. A demissão resolve apenas o problema da Jovem Pan. Como há pouco tempo sua demissão resolveu o problema de Zero Hora e, na

O CARTEIRAÇO E A INSEGURANÇA DOS DIPLOMADOS

Se as empresas forem demitir todos os racistas, os negacionistas, os que desafiam o bom senso, os que ignoram o sentimento de coletividade – se todos esses fossem mandados embora, algo ao redor de 15% da força de trabalho seria dispensada. É esse o contingente dos alinhados com Bolsonaro, segundo as pesquisas. E se, no

MAIS UM FRACASSO DOS MILITARES

Poucos se lembram do programa Pró-Brasil, apresentado pelos generais e derrubado por Paulo Guedes e pelos empresários como algo anacrônico dentro de um projeto de radicalização do liberalismo entreguista. Na famosa reunião ministerial do dia 22 de abril, aquela da boiada do Salles, dos vagabundos do Weintraub e das hemorroidas de Bolsnaero, Guedes chamou de

WEINTRAUB PODE VIRAR ROBÔ DE CARLUXO

Nem os seis generais que foram despedidos do governo por interferência dos garotos tiveram o tratamento que Abraham Weintraub está tendo de Bolsonaro. O ministro analfabeto será mandado embora, porque não há como sustentá-lo, mas sairá com toda a delicadeza. O que Weintraub sabe e pode fazer que incomoda os Bolsonaros? Dizem hoje que ele