O PASSEIO DE BOLSONARO

Alguns ainda imaginam (sim, uns 20% ou até mais) que Bolsonaro faz alguma coisa como presidente da República, que ele acorda cedo, dá expediente, despacha com dezenas de assessores e dorme tarde. E aí aparece agora essa foto da Reuters nos jornais online, com o sujeito passeando de moto no meio da tarde, sem máscara,

O CHURRASCO COM A MORTE

Bolsonaro fez questão de se apresentar como um homem sensato, ao avisar ontem que nesse sábado iria fazer um churrasco para os amigos, incluindo alguns ministros. Em nome da sensatez, Bolsonaro determinou que ninguém irá tomar nada com álcool no Alvorada, porque a primeira-dama poderia colocar todo mundo a correr. Essa é a primeira regra.

ADIÓS, MANDETTA

Uma mulher fez hoje o que o pior inimigo de Bolsonaro gostaria de fazer diante do homem. A mulher cutucou a fragilidade de Bolsonaro e atuou também como repórter, forçando a resposta que todos os jornalistas gostariam de ter. Na saída do Alvorada, Bolsonaro parou no cercado para ouvir sua claque, e a mulher fez

BOLSONARO, ACABOU!!!

O haitiano que confrontou Bolsonaro com a sua real situação de ex-presidente tem uma rede de proteção? Quem irá proteger de retaliações o moço que disse na cara de Bolsonaro o que pelo menos dois terços dos brasileiros gostariam de dizer? Foi o que ele disse ontem, na frente do Alvorada, cercado pela claque bolsonarista:

O CERCADO DA HUMILHAÇÃO

Vem aí uma segunda-feira para testar a capacidade do jornalismo de resistir às agressões de Bolsonaro. Os repórteres vão se posicionar mais uma vez dentro do cercadinho, na saída do Alvorada, para ouvir as bobagens que Bolsonaro repete todos os dias? Vão aceitar que o contato com os jornalistas seja dividido com a claque de