OS FRACASSOS DA GERAÇÃO DOS GENERAIS DE BOLSONARO

A elite militar que trabalha para Bolsonaro pode ter feito, pela avaliação de entendidos, boas gestões de quartéis e de planejamento tático e estratégico das suas atividades estritamente castrenses. Mas essa elite fracassou, e fracassou muito, quando se meteu em áreas que nem os marechais e generais e seus gênios civis da ditadura dominavam. Os

DOIS ANOS DE DESTRUIÇÃO

Foi numa sexta-feira, 13, que o Brasil teve seu último dia de normalidade. São dois anos de mortes, negacionismos, ódios, mentiras, corrupção e fascismo. O cenário de horror criado pela pandemia e pelas ações, omissões e crimes do bolsonarismo é o tema do meu artigo quinzenal no jornal online Extra Classe, com link logo abaixo:

A MORTE DO AMIGO NEGACIONISTA

O colega sempre divertido da adolescência incorporou aos 60 anos, no grupo do Whats, um sujeito pesado. Não era mais o tucano que poucos sabiam que havia sido. Era um ativista bolsonarista e negacionista. É o tema do meu artigo quinzenal no jornal online Extra Classe. Abordo a história do ex-colega de uma turma dos

QUEM VAI ANTES PARA A CADEIA?

Não é razoável se imaginar que todos os envolvidos em alguma investigação, em denúncia formalizada pelo Ministério Público ou em processos em andamento, na era bolsonarista, escapem da cadeia. Não se trata de escapar de condenação, mas de cadeia mesmo. Considerando-se ainda que qualquer um pode ser condenado, cumprir penas leves em casa, de tornozeleira,

O NEGACIONISTA CONFIA MUITO NA JUSTIÇA

Novak Djokovic entrou na Austrália sem vacina para exercer o seu direito à liberdade individual, em conflito com os direitos da grande maioria, por ter pensando só nele? Não. Não embarquem nessa versão. Djokovic não pensou só nele. Pensou em todos os que o seguirão como líder mundial do negacionismo. Djokovic tem a ambição de

FICARÃO IMPUNES OS QUE DEBOCHAM DA VOLTA DA CPI DO GENOCÍDIO?

É longa e penosa a ressaca da CPI do Genocídio. O relatório da comissão, com o pedido de indiciamento de 81 figuras do bolsonarismo, foi aprovado em 26 de outubro e logo depois encaminhado ao Ministério Público. Cumpriu-se o roteiro mais pessimista e não aconteceu nada. Não acontece nada até agora contra Bolsonaro, generais, coronéis,

O BRASIL COVARDE MERECE JANAÍNA PASCHOAL

Janaína Paschoal continua dizendo bobagens criminosas, que incluem frases sempre repetidas sobre a negação da vacina. Não há com o que se surpreender. No Brasil, todos têm o direito de dizer bobagens, porque está assegurado pela Constituição. Mas as bobagens de Janaína ajudam a matar. Bolsonaro, Janaína, os filhos de Bolsonaro, os milicianos e até

A ÚLTIMA CHANCE DE BOLSONARO É A APOSTA MACABRA

Não há ideologia, não há religião, não há dado concreto algum para sustentar a posição de Bolsonaro contra as vacinas. Não há nada mais desses ingredientes na sabotagem da imunização que pode salvar as crianças. A ideologia, a religião e o negacionismo são de outro departamento das alienações, das ignorâncias e da manipulação de pessoas

UMA ‘PESQUISA’ QUE CONSTRANGE OS GAÚCHOS

Mais uma vergonha para o Rio Grande do Sul. A UFRGS, sempre citada entre a elite das universidades brasileiras, paga o mico de ter seu nome envolvido em famoso artigo sobre pesquisa do lockdown na pandemia e que é agora deletado de uma revista científica. Ainda bem que, nessa área, temos um ex-reitor e um