DOIS ANOS DE DESTRUIÇÃO

Foi numa sexta-feira, 13, que o Brasil teve seu último dia de normalidade. São dois anos de mortes, negacionismos, ódios, mentiras, corrupção e fascismo. O cenário de horror criado pela pandemia e pelas ações, omissões e crimes do bolsonarismo é o tema do meu artigo quinzenal no jornal online Extra Classe, com link logo abaixo:

BOLSONARO EMPURROU O EXÉRCITO PARA O ROLO DA CLOROQUINA

Transcrevo, em nome no interesse público, reportagem da Folha sobre as fraudes em licitações com a cloroquina. FOLHA DE S.PAULO TCU aponta ‘indícios robustos’ de fraude por fornecedora de insumo para cloroquina do Exército Relatório afirma que há suspeita sobre 26 licitações; Sulminas diz que participação em editais foi regular, e Exército não comenta Vinicius

A CARA DO NEGACIONISMO AINDA NÃO FOI MOSTRADA

O jornalismo ainda está devendo a grande reportagem sobre os danos reais do negacionismo. Estatísticas são decisivas para entender a realidade, mas a realidade é bem mais do que os números que o governo tenta esconder. O negacionismo é a morte imposta pelos que pensam negá-la, e a verdadeira face dessa morte ainda não foi

POR QUE A ÔMICRON MATA TANTO

O Globo tem hoje, assinada por Constança Tatsch, uma das melhores reportagens com repostas para a grande pergunta da humanidade: por que a Ômicron, se é mais fraca do que outras variantes, continua matando tanto? Vou publicar um resumo, com o acréscimo de informações de outros veículos, porque essa reportagem deveria estar disponível a todos,

O NEGACIONISTA CONFIA MUITO NA JUSTIÇA

Novak Djokovic entrou na Austrália sem vacina para exercer o seu direito à liberdade individual, em conflito com os direitos da grande maioria, por ter pensando só nele? Não. Não embarquem nessa versão. Djokovic não pensou só nele. Pensou em todos os que o seguirão como líder mundial do negacionismo. Djokovic tem a ambição de

OS DEFENSORES DA PREVENT

É meio assustador o depoimento do médico Fernando Oikawa, da Prevent Senior, na Câmara de Vereadores de São Paulo. Ainda há médicos defendendo a clínica com unhas e dentes. Esse profissional é um deles. Os vereadores já disseram que o médico está mentindo, ao negar, por exemplo, a existência do kit Covid dentro da Prevent.

O LÍDER CLOROQUINISTA POUPADO

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) fez, no dia da votação do relatório da CPI, o que já estava previsto até pelo presidente Omar Aziz, ao pedir o indiciamento do colega Luiz Carlos Heinze. O senador bolsonarista foi incluído na lista, na última hora, porque passou toda a CPI defendendo de forma categórica e acintosa o

PEGARAM LEVE COM BRAGA NETTO

Estão revirando as 1.178 páginas do relatório da CPI do Genocídio para localizar furos. Não tem como fazer um relatório que agrade a todos, mas algumas falhas são citadas com insistência. Um dos problemas notados está no tratamento cordial que o relator Renan Calheiros dedicou ao ministro da Defesa, Braga Netto. Pede o indiciamento do

CASO QUE ENVOLVE O VÉIO DA HAVAN COMPLICA A VIDA DE DOIS MÉDICOS

Dois personagens da lista da CPI do Genocídio não devem achar graça na gargalhada da impunidade do senador Flavio Bolsonaro. Flavio imitou o pai ao debochar da CPI, por acreditar que a família vai escapar de novo, como sempre escapou. Esses dois personagens, médicos da Prevent Senior, são figurantes num time de denunciados graúdos da