MENOS EDITORIAIS E MAIS JORNALISMO

Há uma certa excitação entre jornalistas com o editorial em que a Folha condena “a sofreguidão com que Moro se prontificou a participar do governo Bolsonaro”. Os Frias descobriram só agora que a cumplicidade do ex-juiz com a extrema direita “abalou sua credibilidade e, por extensão, a da Lava-Jato”. O que isso significa, enquanto a

BOLSONARO ESTÁ NO MODO MANDRAKE

Há um esforço inútil da grande imprensa, mesmo a declaradamente antibolsonarista, para definir a atual situação de Bolsonaro como uma estratégia. O sujeito teria se aquietado porque tem método. Bolsonaro está na verdade no modo Mandrake. Não há método algum. Bolsonaro foi paralisado pela sequência de fatos, incluindo declarações e decisões, principalmente vindas do Supremo,

GLOBO PROVOCA OS MILITARES

A grande imprensa vai chegando atrasada à conclusão de que o golpe tão anunciado por Bolsonaro é uma farsa. Mas o tom do editorial de O Globo hoje, em que a família Marinho anuncia o esfarelamento do poder de Bolsonaro, é mais do que um deboche de página inteira contra o sujeito que finge governar

FOLHA BRIGA COM UM SUBALTERNO DO PLANALTO

A Folha agora participa de bate-boca com o chefe de imprensa de Bolsonaro, Fábio Wajngarten, que até então ninguém sabia quem era. O nível da briga é de Série C, com muitos adjetivos adornando frases sobre – como diz Wajngarten – “os sólidos pilares da democracia”. O homem acusa a Folha de ser autoritária e

A Folha tenta acertar o prego

Trechos do editorial da Folha sobre a pregação da ‘intervenção militar’ pelo general Antonio Hamilton Mourão. Publico como curiosidade. Parece texto escrito pelo jaburu-da-mala ou pelo saudoso Rolando Lero, com frases feitas, ditados, todavias, contudos e entretantos. Copiem porque pode cair no Enem. “Como se diz, para quem só sabe usar um martelo, todos os