ADIÓS, TABARÉ

A democracia perde Tabaré Vázquez, e não só os uruguaios e as esquerdas latino-americanas. Tabaré se elegeu presidente do Uruguai pela primeira vez em 2004, num momento emblemático do começo do século 21. Na ponta debaixo da América Latina, era da mesma turma de Nestor Kirchner, que se elegeu presidente da Argentina em 2003, e

OS VENCEDORES E SUAS GRANDES DERROTAS

O uruguaio Tabaré Vázquez é figura respeitada da esquerda latino-americana e inspiração para os que vão adiante, apesar de sofrerem derrotas aparentemente incontornáveis. Tabaré tem sido notícia nos últimos dias porque luta pela vida, com o agravamento das complicações causadas por um câncer de pulmão. Pois Tabaré foi o primeiro presidente eleito pela Frente Ampla

OS CADÁVERES DA DITADURA URUGUAIA

Os uruguaios não param de encontrar cadáveres e identificar os assassinos da ditadura dos anos 70 e 80, enquanto no Brasil os torturadores são elogiados por quem está no poder. Agora, as informações que estão impactando o país e não saem das capas dos jornais tratam das confissões do coronel reformado Gilberto Vázquez (na foto

O QUE O URUGUAI TEM QUE NÓS NÃO TEMOS

Vale a pena rever essa cena, enquanto o Brasil constata, diante de mais de cem mil mortos, que Bolsonaro seguirá adiante com seus crimes, sem que ninguém consiga detê-lo. É uma foto de 26 de maio. Luis Alberto Lacalle Pou deixa a residência de Tabaré Vázquez com um caderninho na mão. O atual presidente, de