O empresariado vai à luta

Bolsonaro conseguiu mobilizar sua base empresarial. No Rio Grande do Sul, saiu manifesto assinado por dirigentes da Federação das Indústrias (Fiergs), Federação da Agricultura (Farsul) e Federação do Comércio Fecomércio). Eles querem a volta de 50% das atividades na indústria e no comércio. No Leia mais, o manifesto.

A IDEIA DE TARSO

Tarso Genro escreveu esta semana no Twitter: “Ainda espero – e logo – acordar pela manhã e ler um manifesto assinado por Lula, Ciro, Dino, Marina, Haddad, Erundina, Juliano Medeiros, Boulos, Manuela, Freixo, Requião, nos chamando à unidade para vencer a pandemia e em defesa do Brasil, da Democracia e do Trabalho”. Tenho respeito pela

O GESTOR GAÚCHO E AS ARMAS

A liberação de armas, principalmente fuzis, não é consenso nem entre políticos da direita alinhados com Bolsonaro. Agora pela manhã, governadores de 13 Estados divulgaram um manifesto dirigido ao governo, ao Congresso e ao Supremo contra o decreto das armas. Pedem a revogação imediata da liberação, porque temem o aumento da violência e da criminalidade.

O golpe é mais forte do que se pensava

O manifesto contra o “autoritarismo jurídico”, assinado por intelectuais de várias áreas, não vai sair nem em canto de página dos jornais impressos. Nem na versão online. Jornais não querem saber de manifestos. O que o próprio manifesto revela é que mais uma denúncia dos exageros das instituições, que têm atuado politicamente sempre contra os