O bolsonarismo faz festa para o Sergio Moro do mercado financeiro

Sergio Moro tentou criar uma marca icônica, quando decidiu trabalhar para Bolsonaro. Na primeira aparição já como contratado, ao lado de Paulo Guedes, na entrada do condomínio da Barra da Tijuca, ergueu a mão direita só com os dedos indicador e médio na vertical. Moro teve a petulância de se apresentar como o Jesus Cristo

A DUPLA DE BACANINHAS E O ANÚNCIO DA FGV

Na dupla Eduardo Leite com Luciano Huck, que alguns jornalistas já estão tentando vender para 2022, dizem que Huck seria o representante do Nordeste. Com pedido de desculpas aos nordestinos, essa é a piada. É uma dupla que só poderia sobreviver e seguir em frente numa campanha como ironia. Seria a dupla mais branca de

O HAMBÚRGUER DA EXTREMA DIREITA

O dono do Madero, Junior Durski, tem liberdade para apoiar com fervor o bolsonarismo e as manifestações contra o Congresso e o Supremo. Eu desfruto da minha liberdade para dizer que nunca mais passo perto de um hambúrguer do sócio de Luciano Huck. O apresentador saiu em defesa do amigo e do negócio com essa

HUCK SE ATIRA NOS BRAÇOS DOS POBRES

Finalmente temos uma notícia nova. Está lançada a candidatura de Luciano Huck. A Folha abriu suas páginas para um textão do moço com seu programa de governo em defesa dos pobres, da educação pública e da tributação dos ricos. Está ressuscitada a ideia do pacto, que a direita resgata em situações como essa: “Este é

O FIASCO DO CALDEIRÃO EM DAVOS

Luciano Huck arrasou em Davos. É o que os sites estão noticiando com destaque, depois de uma palestra em que se apresentou como candidato a candidato à eleição de 2022. Acreditem no que vocês lerão a seguir, de trecho de reportagem do Terra: “Huck chegou a citar casos de assistência social exibidos em sua atração

REACIONÁRIO AFETIVO

A direita já teve uma boa base de pensamento político. A ditadura tinha alguns operadores que também refletiam sobre quase tudo com muito talento. Eram ajudantes da ditadura, mas brilhantes na abordagem de temas complexos. Hoje, todos são simplórios, “religiosos” ou ignorantes fundamentalistas, ou tudo misturado, dentro e fora do governo. Leiam essa bobagem que