BOLSONARO JOGA O SUPREMO ÀS HIENAS

Bolsonaro não empurrou Toffoli contra a parede, como andam dizendo. É pior. Bolsonaro encostou a espada no pescoço do presidente do Supremo. Bolsonaro ignorou agenda, liturgias e respeito às instituições, atravessou a praça e tentou submeter Toffoli ao seu comando. Tudo de surpresa. Fez publicamente, com estardalhaço, para mostrar que pode subjugar o STF. Ele

UM JUIZ ENFRENTA OS EXORCISTAS

Por que o prefeito Bruno Covas e outros prefeitos da direita em todo o Brasil mandam fechar até as fronteiras das cidades, mas não têm coragem para mandar fechar locais de rezas e cultos? Não mandam porque temem o poder dos neopentecostais bolsonaristas. Eles sabem que templos abertos são locais de contágio. Mas ficam quietos.

A Justiça tomada

Não se impressionem com o que acontece no TRF4, onde até a literatice foi rebaixada. As próximas gerações do Judiciário e do Ministério Público serão ainda mais submissas às orientações de uma direita tomada pela extrema direita. É só conversar com juristas que pressentem o que vem aí. A realidade que nos espera mais adiante,

TOGADOS E IDIOTAS

Do meu amigo professor e desembargador aposentado Amilton Bueno de Carvalho, com o seu inconfundível jeito de escrever com humor e sem volteios: “Alguns advogados pretendem que se aumente a idade para ingresso na carreira da magistratura. Erro agressivo: o tempo não faz sábios, o que o tempo faz é velhos, inexoravelmente velhos. O idiota

NOS PÂNTANOS DO JUDICIÁRIO 

O grande negócio no Brasil hoje não é mais a especulação financeira. Especulação com dinheiro é coisa antiga, consagrada, manjada demais. A nova especulação é a judiciária. Ser advogado hoje é o melhor negócio no Brasil. Tudo passa por algum imbróglio na Justiça e assim passa também por advogados, juízes, desembargadores das baixas e altas

A JUSTIÇA TENTA AMORDAÇAR LULA

Todos os grandes repórteres policiais que conheço tiveram alguns de seus melhores momentos entrevistando gente encarcerada. Há entrevistas históricas de encarcerados. Eu entrevistei gente presa, dentro da cadeia. Me lembro do meu primeiro entrevistado na prisão, um homem que matou a mulher em Alegrete no início dos anos 70. Folharada, o famoso assaltante gaúcho dos