800 artigos no Brasil 247

Cheguei hoje à marca de 800 artigos publicados no Brasil 247, desde o dia em que, há quase cinco anos, fui convidado a escrever para o jornal pelo Leonardo Attuch. Compartilho abaixo o link desse texto 800, que trata da impunidade dos grandes fascistas, que não sofreriam atentados se estivessem presos. https://www.brasil247.com/blog/quando-o-facinora-esta-livre-para-virar-heroi

O atentado não existiria, se a Justiça não se acovardasse diante de Trump

Perguntem a um macaco amestrado da Pensilvânia, com todo o respeito pelos macacos, por que Trump é o facínora que vai virar herói. Façam a mesma pergunta sobre o que levou Bolsonaro a anunciar, logo depois do atentado, que irá à posse de Trump. O macaco vai dar a mesma resposta às duas perguntas: as

O seu primo inventou Bolsonaro

Por que o século 21 convive com uma degradação de valores que parecia ter sido deixada no século 20? A pregação de extrema direita, iniciada em 2018, vai se prolongar por quando tempo mais? São perguntas do meu texto no Extra Classe, com link logo abaixo: https://www.extraclasse.org.br/opiniao/colunistas/2024/07/o-seu-primo-inventou-bolsonaro/

Globo vai se jogar, ao lado de Malafaia, nos braços da extrema direita moderada

Um ano e meio depois do golpe dos manés abandonados por Bolsonaro e pelos generais, há cenários e personagens com papéis definidos. O cenário principal é este: Bolsonaro está morto e cercado de carpideiras. Quem está ao redor pode chorar, pode fingir que chora ou pode, por um empurrão de quem está atrás, cair dentro

Ramagem complica-se com a família

Alexandre Ramagem não é um Anderson Torres e muito menos um Mauro Cid. Torres e Cid eram instrumentadores alcançando ferramentas de trabalho para Bolsonaro e os chefes do golpe e das maracutaias palacianas. Torres cuidava da minuta do golpe e de outras atividades de suporte irrelevantes. Cid tratava da interlocução com os que iriam ajudar