BOLSONARO INVESTE NO INFERNO

O jejum que Bolsonaro recomendou para este domingo, “quando o inferno irá explodir”, é mais um movimento em direção à base que o sustenta em meio à pandemia e à ascensão de Luiz Henrique Mandetta. Bolsonaro se jogou nos braços dos pobres e neopentecostais com a determinação dos desesperados. Mauro Paulino e Alessandro Janoni, diretores

QUANDO O PERVERSO VIRA ‘ESPONTÂNEO’

Jornalistas têm vergonha de jornalistas (eu tenho vergonha das atitudes de Vera Magalhães), arquitetos sentem vergonha de colegas arquitetos e políticos devem ser os que mais vivem se envergonhando de quem convive com eles, mesmo que o envergonhado seja muitas vezes também um envergonhador. Li hoje na Folha uma tentativa de compreender Bolsonaro pela abordagem

CUBA E AS PERGUNTAS DE WILSON CANO

Morreu Wilson Cano, economista militante que nos ajudou a entender o Brasil e a América Latina no contexto de um mundo cada vez mais desigual. Foi um dos fundadores do Instituto de Economia da Unicamp e defensor ativo das liberdades. Quando me dediquei ao jornalismo econômico, muito me inspireis em suas ideias. Wilson Cano, um

AS ARRISCADAS MISSÕES DO GENERAL BRAGA NETTO

O general Walter Souza Braga Netto é reconhecido até pelos coronavírus de Brasília como tutor do governo Bolsonaro. Mas é provável que não estivesse onde está se não carregasse no currículo um desafio imposto pelo Alto Comando do Exército em 2018. Em fevereiro daquele ano, o general, então chefe do Comando Militar do Leste, resistia

O DIA EM QUE MANDETTA FOI PAPARICADO

As quatro fotos acima foram tiradas do vídeo da entrevista coletiva de hoje à tarde, a primeira depois da divulgação da pesquisa do Datafolha com aprovação de 76% ao desempenho do Ministério da Saúde. As fotos têm, pela ordem, os ministros Wagner de Campos Rosário, da Controladoria-Geral da União; Braga Netto, da Casa Civil; e

SÓ MANDETTA PODE DERRUBAR BOLSONARO

A pesquisa Datafolha que mostra o Ministério da Saúde com 76% de aprovação indica que só uma situação até agora improvável poderia derrubar Bolsonaro. Se Luiz Henrique Mandetta (escondido pela pesquisa) renunciasse, desabaria todo o governo, com Sergio Moro, Damares, Araujo, Salles e Weintraub tombando sobre os filhos de Bolsonaro. Se Mandetta renunciasse, não sobraria

DATAFOLHA ESCONDE MANDETTA

O Datafolha finalmente reapareceu para confirmar o que já se previa. Cresceu a aprovação do Ministério da Saúde, que dá de 7 a 1 em Bolsonaro. Mas há um problema na pesquisa. Ao invés de avaliar a performance do ministro Luiz Henrique Mandetta, a Folha avaliou o ministério. É um acovardamento. Em pesquisas em que

VERA NÃO É PAGU. É APENAS UMA GOLPISTA

O jornalismo é tão corporativo quanto tantas outras profissões historicamente corporativas. Há pouco, uma claque articulada em torno de Vera Magalhães, atacada por Bolsonaro e pelos filhos, passou do ponto e quase elevou a colunista do Estadão à condição de heroína das liberdades. Mais um pouco a Vera seria equiparada à valente jornalista, poeta e

A VAGABUNDAGEM DE BOLSONARO

Os jornalistas queriam saber de Bolsonaro ontem qual é a explicação para a demora na liberação da ajuda de emergência de R$ 600 aos trabalhadores informais. Bolsonaro não sabia nada. Tentava simular impaciência, depois demonstrou irritação, como se quisesse dizer: parem de encher o saco. O que Bolsonaro tentava esconder é que não domina nada.