A CLOROQUINA NÃO PODE DECEPCIONAR A HUMANIDADE

Se Boris Johnson, Bolsonaro e Trump se ausentassem desse mundo, que falta fariam? Os britânicos, os brasileiros e os americanos perderiam alguma coisa? Sabe-se que só ganhariam muito. A memória de muitos líderes mundiais considerados insubstituíveis foi submetida, logo depois da morte deles, ao constrangimento de que poderiam ser substituídos. Há exemplos históricos. Se Johnson,

O garoto propaganda: “Eu confio, e você?”

O primeiro vídeo de Bolsonaro infectado, divulgado hoje à tarde, é para exaltar o remédio milagroso. O sujeito dá munição para os que suspeitam do teste que deu positivo. Com a pergunta “Eu confio, e você?”, Bolsonaro induz as pessoas a tomarem o remédio que, além de não ter comprovação científica contra a Covid-19, pode

O CRIME DA CLOROQUINA

É provável que Bolsonaro esteja fingindo tomar cloroquina, porque sabe que o comprimido pode matá-lo. Mas índios yanomamis de Roraima com certeza estão tomando o remédio produzido pelo Exército. Uma reportagem do Globo mostra a ação criminosa de equipes do Ministério da Saúde, do Ministério da Defesa e da Funai. O Ministério Público Federal já

O CARTEIRAÇO E A INSEGURANÇA DOS DIPLOMADOS

Se as empresas forem demitir todos os racistas, os negacionistas, os que desafiam o bom senso, os que ignoram o sentimento de coletividade – se todos esses fossem mandados embora, algo ao redor de 15% da força de trabalho seria dispensada. É esse o contingente dos alinhados com Bolsonaro, segundo as pesquisas. E se, no

HADDAD, O PT, LULA E OS BLEFES DE BOLSONARO

Algumas abordagens de Fernando Haddad (bem mais magro e todo de preto) no Roda Viva. São trechos de afirmações ou ideias defendidas e que por isso não estão entre aspas. Nós estamos perdendo vidas todos os dias (na pandemia) por causa do presidente da República. Bolsonaro é um governo de tipo fascista. Alguém acredita que

ONDE ESTÁ WALLY GUEDES?

Esta foto, um raro momento de alegria e felicidade em meio à pandemia, foi vista apenas como mais uma imagem de declaração de amor de Bolsonaro ao seu líder que o esnoba e discrimina os brasileiros, considerados seres infectados e contagiosos tomados pela pandemia. Bolsonaro e seus ministros militares confraternizam com o embaixador americano, no

Eles querem o amarelo porque querem

A Folha pagou o maior mico ao defender que o amarelo seja a cor da resistência, como foi nas Diretas. Não há como, não agora. Hoje, num esforço de reportagem, para tentar rebater as reações, o jornal mobilizou suas fontes para dizer que o amarelo “está presente nas religiões” e que “do candomblé ao hinduísmo,