ALGUMAS NOTAS DE FIM DE NOITE

A família Bolsonaro escondeu o motorista e está ganhando tempo para que tudo seja esquecido, como pode acontecer.
O senador eleito tem responsabilidade sobre o caso, porque foi chefe do motorista. Mas e daí?

…………

Dizem que não devemos rir da mulher que viu Jesus no pé de goiaba, mesmo que ela esteja rindo de todas as mulheres brasileiras com suas posições reacionárias e desrespeitosas, desde que substituiu Magno Malta no time de Bolsonaro.
Eu não vou parar de rir dessa figura esdrúxula que debocha dos direitos humanos.

………….

Jornalistas que apoiaram o golpe, renderam-se ao jaburu e depois tentaram derrubá-lo (porque suas empresas não obtiveram o que pretendiam), entre os quais Miriam Leitão, comemoram a inflação baixa.
Mas a inflação baixa é apenas a prova maior da morte da economia. Eles têm que comemorar alguma coisa.

…………..

Os bandidos que assaltaram casas na Serra e foram mortos pela Polícia chegaram pedindo armas e dinheiro. Eles estavam certos de que achariam o que procuravam.
Com o afrouxamento na posse de armas, prometido por Bolsonaro, muita gente estará mais insegura do que tranquila em casa.
Os bandidos irão procurar armas onde têm certeza de que poderão encontrá-las. Até porque muitos dos que têm posse de armas são grandes garganteiros.

……………..

Luciano Bisar, presidente do PSL, era até dias atrás deputado do baixo clero e presidente do Sport, time de futebol do Recife rebaixado para a série B este ano.
Hoje, segundo Monica Bergamo, na Folha, é quem fala com a China depois dos atritos criados por Bolsonaro. Do futebol da série B para grandes negociações com o país que será a maior potência do século 21.

A GOIABA DA ESQUERDA

Uma pergunta que incomoda muita gente que ainda tenta fazer jornalismo fora do circuito que apoiou o golpe e se rendeu a Bolsonaro:
Por que a esquerda (sim, esquerda) institucionalizada em partidos e sindicatos nunca foi e parece que nunca será decidida no apoio ao jornalismo que tenta se contrapor à imprensa de direita?
Uma resposta possível:
Porque boa parte da esquerda achou nas últimas décadas, incluindo os governos do PT, que não precisaria de imprensa, e outra parte acha agora que vai vencer a guerra da comunicação com a direita bolsonarista com as espadas do Twitter e do WhatsApp.
São, pelas crenças que têm, os equivalentes da esquerda à ministra que vê Jesus em pés de goiaba.

QUEM É CÚMPLICE DOS MILICIANOS?

Teremos muita coisa esclarecida quando formos muito além do que já se sabe das conexões dos milicianos com a política da extrema direita no Rio.
Por que determinados políticos atacam genericamente (como retórica) tudo que é bandido, mas nunca enfrentaram um bandido, nunca se referiram a traficantes e nunca criticaram os milicianos?
Por que os políticos líderes da extrema direita carioca não atacam os milicianos?
Talvez nem seja preciso responder.

Paiva

A História sabe mandar seus recados nos melhores e nos piores momentos para a humanidade.
A advogada Eunice Paiva, viúva do deputado Rubens Paiva, morreu hoje, no dia dos 50 anos da edição do AI-5.
Paiva desapareceu em 1971 no Rio, depois de sair de casa para dar um depoimento a torturadores da ditadura. Nunca mais apareceu.
Uma reportagem do jornalista José Luis Costa, de Zero Hora, provou em 2013 que Paiva havia sido morto pela ditadura.
A morte de Eunice Paiva, no dia que marca meio século do recrudescimento dos crimes e das crueldades, é um tapa na cara na memória de torturadores como Brilhante Ustra e de seus cúmplices e admiradores, muitos ainda vivos e ainda impunes.

Ufa!!!

O PT ganhou uma. O partido não tem culpa pelos shows de Roger Waters no Brasil.

O Tribunal Superior Eleitoral arquivou uma ação ajuizada pela campanha de Jair Bolsonaro contra a chapa de Fernando Haddad.

Bolsonaro tinha certeza de que o PT trouxe Roger Waters ao Brasil para que falasse mal dele.

O TSE decidiu que não, que o cara veio sem a ajuda do PT.